Aquecimento - 01/05/2018

Aquecimento para Piscina

Para quem já tem uma piscina e quer aquecê-la, existe a possibilidade de aquecê-la sem incorrer em custos elevados.

Atualmente, dependendo do tipo de aquecimento escolhido, com aproximadamente de 20% a 30% do custo da piscina pode-se aquecer uma piscina.

Para piscinas de vinil ou fibra de pequenas dimensões estas porcentagens podem ser maiores.

Para uma piscina existente, praticamente não há necessidade de nenhuma modificação na estrutura da piscina e do sistema hidráulico, por isso que o seu sistema de aquecimento nas piscinas existentes tem um baixo custo.

Para uma piscina que vai ser construída, reformada ou remodelada, valem as mesmas considerações acima, mas o sistema de aquecimento resulta numa instalação mais profissional e com um custo um pouco menor.

É altamente recomendável aquecer uma piscina, pois assim sendo aumenta-se a temporada de uso da mesma. Na região sudeste do Brasil, uma piscina sem aquecimento tem uma ocupação média de 6 meses por ano e na região sul esta ocupação cai para 4 a 5 meses por ano. Com 20% a 30% do custo de uma piscina, consegue-se ocupá-la durante o ano todo. Além do mais, deve ser lembrado que hoje em dia bebês, crianças e idosos estão cada vez usando mais as piscinas, quer para lazer, quer para aprendizado ou mesmo para exercício físico. Estas pessoas não se sentem bem em piscinas com água fria.

As piscinas cobertas também devem ser aquecidas, uma vez que não tem lógica ter um alto investimento das instalações e não se aquecer a mesma.

Os tipos de sistemas de aquecimento mais usados em piscinas são:

1- Gás natural e gás GLP

O aquecedor a gás tem seu funcionamento através de uma operação de queima, produzindo uma chama com alta temperatura que atinge um trocador de calor do aquecedor por onde circula a água da piscina, esquentando-a. Embora o gás natural e o gás GLP possuam diferentes características, os aquecedores são muito similares e a operação de queima é idêntica.

Principais vantagens dos aquecedores a gás:

  • Vantagem extraordinária é que seus rendimentos independem das condições atmosféricas, como no caso dos aquecedores solares e bombas de calor;
  • Baixo custo de aquisição;
  • Baixo custo de instalação no caso de gás natural;
  • À medida que o aquecedor aumenta de potência seu preço não cresce proporcionalmente, o que possibilita o uso de aquecedores com potências maiores, com possibilidade de um rápido aquecimento.

 

Principais desvantagens dos aquecedores a gás:

  • Alto custo operacional;
  • Ecologicamente incorreto;

 

2- Elétricos resistivos

O aquecedor elétrico resistivo tem seu funcionamento por uma corrente elétrica passando por uma resistência produzindo calor e este é repassado para a água da piscina que circula na serpentina do aquecedor.

Principais vantagens dos aquecedores elétricos de resistência:

  • Baixo custo de aquisição e instalação.

 

Principais desvantagens dos aquecedores elétricos de resistência:

  • Alto custo operacional.

 

Nota: 1- Este tipo de aquecimento é apenas recomendado para spas ou piscinas de pequeno porte.

Nota:2- Em instalações maiores onde se usa energia trifásica do tipo horo-sazonal verde este tipo de aquecimento pode ser usado, sem um alto custo operacional.

3- Bombas térmicas

O aquecedor bomba de calor tem sua fonte energética, também a energia elétrica, mas age diferentemente do aquecedor elétrico resistivo. Na realidade, a bomba térmica é um sistema de refrigeração análogo aos refrigeradores e geladeiras, com a diferença de se utilizar o calor ao invés do frio. O sinônimo de bomba de calor é bomba térmica, mas lembrar que trocador de calor usado como sinônimo de bomba de calor é equivocado.

Principais vantagens dos aquecedores bomba de calor:

  • Baixo custo operacional em relação aos aquecedores a gás e elétrico resistivo;
  • Ecologicamente correto;
  • O ar frio produzido pode ser usado como ar condicionado.

 

Principais desvantagens dos aquecedores bomba de calor:

  • Muito dependente das condições atmosférica e da tempe-ratura da água da piscina;
  • Dificuldade de aquecer a água da piscina, partido de uma baixa temperatura no inverno.

 

4- Solar

Nos aquecedores solares a radiação solar ao incidir em placas, as aquece. Água da piscina circulando no interior dessas placas ou passando em tubos, rigidamente aderidos as mesmas, repassam o calor das placas para a água da piscina.

Principais vantagens dos aquecedores solares:

  • Baixo custo operacional, ou mesmo custo zero. É o mais baixo custo operacional de todos os aquecedores;
  • Ecologicamente correto.

 

Principais desvantagens dos aquecedores solares:

  • Sua eficiência é extremamente dependente das condições atmosféricas;
  • Necessita de grandes espaços.

 

Nota: Em ambientes onde a piscina aquecida deve ser mantida na temperatura correta, durante todas as horas do dia e todos os dias, como academias de natação e clubes, o solar deve ser complementado com outro tipo de aquecimento.

Podemos mencionar ainda um outro grupo que seria os aquecedores a lenha, serragem prensada (“briquetes”). Esta solução aplica-se apenas no campo e ainda em lugares isolados da vizinhança. Há ainda outras fontes energéticas como, óleo diesel, óleo BTE (baixo teor de enxofre), BPF (baixo ponto de fulgor), querosene, álcool, etc.

Sob o aspecto custo benefício, se olharmos apenas o custo operacional, sem dúvida alguma o eleito seria o aquecimento solar. Mas além do custo operacional, outros fatores devem ser levados em conta, como a necessidade de se ter temperatura constante durante todo o ano, condições de clima do local da piscina, disponibilidade de espaço, investimento inicial, etc. Com exceção dos aquecedores elétricos resistivos, que são pouco usados, todos os outros tipos são muito usados sem predominância de nenhum deles.

Quanto ao custo de se manter uma piscina aquecida, vai depender de uma série de fatores, e os que mais influenciam no custo de uma piscina são, sua área, temperatura desejada na piscina, temperatura e umidade ambiente, vento (no caso de piscinas abertas), número de horas que a piscina fica aberta e o número médio de usuários.

Nota: 1-o uso de uma capa térmica reduz em até 60% as perdas de calor de uma piscina e, portanto, o custo do aquecimento. Uma piscina aquecida sem capa térmica é o mesmo que uma geladeira sem porta.

Nota: 2- O vento também tem uma influência negativa na perda de calor de uma piscina ao ar livre e o ideal é eliminar seu efeito pela colocação de anteparos, árvores ou arbustos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Aquecimento para Piscinas

Para quem já tem uma piscina e quer aquecê-la, existe a possibilidade de aquecê-la sem inc…