Home Comunicação & Marketing Comunicação E quando o artista é você?! – por Edna Ortolan
Comunicação - 05/12/2017

E quando o artista é você?! – por Edna Ortolan

Vamos pensar no dia a dia, da vida de um artista, muito famoso e reconhecido no mundo todo.
A fama se deu pelo magnífico talento, notado no expressivo cantor americano, considerado até hoje, o maior ídolo do rock’n roll mundial:
Elvis Presley.

Imagine você, as inúmeras vezes, que ele apresentou o mesmo show e teve que cantar as similares canções de seu repertório, para públicos diferentes, na ordem idêntica, em que foram ensaiadas com os músicos que o acompanhavam.
A continuidade do sucesso e da projeção desse fenômeno musical se deu pelo saber cantar, pelo prazer em agradar as pessoas, pela perfeita expressão corporal, pela comunicação verbal e não-verbal, totalmente, espontâneas.
E também pela enorme vontade e capacidade de interagir com o público e amplo interesse em realizar uma apresentação diferente, marcante, sempre em alto-estilo, cada vez que estivesse diante de uma nova e imensa platéia simpática, lotada de fãs, que o admiravam muito e reconheciam o valor do seu excelente trabalho.
As músicas: Love me Tender, That’s All Rigt, It’s Now or Never e Kiss Me Quick, dentre outras, foram destaques em quase todos os shows do Rei do Rock e grifaram a carreira desse prodígio que influenciou o mundo inteiro, a partir de meados dos anos 50 .
Sempre uma maravilha para quem as ouvia; algo repetitivo para o grandioso e consagrado Elvis, que independente da analogia, as interpretavam com muita emoção.

Ele não se importava com o número infinito de apresentações bem parecidas, todas elas eram únicas e valorizadas, animadas, alegres, pr’a cima, com força, com danças, com sorrisos abertos e sinalizadas por aplausos múltiplos. E incrível: no final do show exibido, todos os ouvintes pediam ‘bis” e queriam ficar escutando mais e mais a voz do cantor.
Com isso, ele percebia que mais uma vez, atingira os melhores resultados naquele palco e prosseguia feliz para se preparar para os subsequentes.

E assim é o atendimento e o processo de vendas, no cotidiano da equipe de atendentes e vendedores de uma loja.
Diariamente, lá estão os mesmos produtos na prateleira, no estoque, na gôndola e cada cliente espera e merece um atendimento fantástico e encantador na hora de comprá-los.
Tudo dependerá do “artista”, ou seja de quem os apresentará, no ponto de venda aos consumidores em questão.

Cada atendimento tem que ser um espetáculo, isto é, um show organizado através de soluções criativas, principalmente, em tempos difíceis, como esse momento que enfrentamos, agora, no país em que vivemos.
Os efeitos e os sintomas dessa instabilidade financeira não é novidade para os lojistas e nem para os clientes e atendentes.
É sim, uma preocupação para todos, principalmente para os clientes, que entram em contato com você, em busca de ajuda para adquirir o que precisam.
E para tranqüilizá-los procure atendê-los com as melhores técnicas de atendimento e de vendas. Aquelas eficazes, que possibilitam um bom negócio e garantam o retorno do consumidor em diversas oportunidades futuras.

Pense antes de agir, se prepare, antecipadamente, se organize e tenha muita paciência ao atender cada pessoa.

Procure ser muito mais sereno, sorridente, sincero nas informações; redobre a sua atenção e use a sua propensão compreensiva para cada caso.

Ressalte bem a qualidade dos produtos, os diferenciais, as várias formas de pagamento, as melhores opções oferecidas para o parcelamento, do valor integral, da compra efetuada.

Lembre-se e divulgue o valor do desconto para pagamento à vista, fale da ausência de juros (se houver) ou comente sobre as menores taxas aplicadas no mercado, explane sobre as promoções e dê ênfase aos produtos alternativos.

Ajude o cliente a comprar o que ele quer, de uma maneira que ele possa pagar e mediante as alternativas destacadas por você e praticadas pela loja.

Ah! Convide o cliente para voltar outras vezes e contar com o seu show.

Bons negócios e sucesso em cada
apresentação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Frio na barriga e coração na boca…. por Rodrigo Sorrilha