Home Técnicas de Vendas & Pesquisa de Mercado Pessoas nota 10, equipes nota 10+ por Alfredo Duarte

Pessoas nota 10, equipes nota 10+ por Alfredo Duarte

A ideia do “todo maior que a somas das partes” orbita o
pensamento humano desde sempre. Afeta o pensamento e a experiência, ou não teríamos sobrevivido como espécie.

A síntese do “poder da equipe” pode ter ocorrido em
momento anterior, mas o registro que se tem remonta a
Sócrates, o filósofo grego que viveu 400 anos A.C. e deu forma à ideia: “O todo é maior do que a simples soma das suas partes”. É inteligente respeitar essa “origem”.

No mundo corporativo sempre há necessidade e
espaço para realizações individuais, mas o que conta de verdade são as ações e os resultados colaborativos.
A verdade mais absoluta deste lado das possibilidades humanas é que ninguém faz nada sozinho. Nem mal acompanhado.

As orquestras são um bom exemplo disso, seja como
negócio, seja como arte. Dependem de um maestro
talentoso, mas sem os demais músicos, todos eles, não há sinfonia. Às vezes, nem som.

Peter Drucker, o grande pensador da gestão do século XX, sintetizou o dever fundamental das empresas:
tornar as pessoas capazes de atuar juntas, integradas num objetivo comum. E nessa jornada, tornar sua força eficiente, sua fraqueza irrelevante, sua contribuição
significativa. Esse tal de propósito, que agora está cada vez mais em voga. Ainda bem.
Pessoas nota 10 fazem equipes muito além da “soma” dos seus elementos.

Se não tem sido uma “prioridade absoluta” para
você criar e desenvolver espírito de time e práticas
colaborativas em sua realidade profissional, vale a pena pensar a respeito.
Para ajudar, veja algumas dicas que podem transformar
pessoas comuns em verdadeiros campeões, criar
equipes de alto desempenho e ajudar as empresas a
alcançarem sucesso econômico e social.

A base de tudo são a visão e os valores. Precisam ser
criados, precisam ser compartilhados, precisam ser
respeitados, ou o jogo é outro e ao final ninguém vai ficar feliz com o resultado.

Em seguida vêm as metas. Metas para tudo que tenha
relevância para as pessoas e para os negócios, no
presente e no tempo que possa ser antevisto e
parametrizado.

Metas demandam planejamento, estratégia, engajamento, foco, competência e persistência para fazer acontecer.
Naturalmente, “junto” ganha fácil de “sozinho”.

Ambiente de time pede consenso e este raramente
ocorre espontaneamente. Tem que conversar, negociar, confrontar às vezes, mas sempre com postura e
maturidade para agregar valor nas situações de
dependência e influência que envolvam reconhecimento
e compromisso com alvos relevantes.
Vale muito o hábito de pensar grande, de jogar para
vencer, de focalizar mais e além, quando isso é pessoal, empresarial e socialmente relevante. Equipes de alto
desempenho se motivam quando provocadas a pensar em mais, em vencer, em superar, sem perder o foco, o
propósito e o senso de realidade.
O uso eficaz de informações é outro ativo das
equipes 10+. Elas são hábeis para obter,
correlacionar e compartilhar informações
relevantes para as finalidades e situações atuais e futuras.
Igualmente, cultivam os sensos de pertencimento e de comprometimento que provocam disposição para interação construtiva, parcerias, cooperação e criam prontidão, isto é, deixam o time pronto e disposto a fazer acontecer. O time jogando junto.

Não fica só nisso. No radar das equipes de alto
desempenho tem a análise de riscos, a tomada de decisões a busca de convergência, a abertura e
flexibilidade para explorar situações novas, a
maturidade para aproveitar construtiva e
produtivamente os conflitos inevitáveis e o
permanente processo de melhoria quando
aproveitamos a comparação resultado x planos como fonte de aprendizado, elemento vital das pessoas nota 10 e das equipes 10+.

Vai investir mais nas equipes? Aproveite a jornada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

As 10 habilidades para 2020 e além – por Alfredo Duarte

Recentemente o Fórum Econômico Mundial (WEF) listou dez habilidades necessárias para enten…