Home Comunicação & Marketing Comunicação Um amanhecer, um novo despertar… – por Rodrigo Sorrilha
Comunicação - 16/12/2019

Um amanhecer, um novo despertar… – por Rodrigo Sorrilha

É chegada aquela hora de passar a régua, fechar a conta e pensar no que aconteceu e o que acontecerá.

Indo novamente contra a corrente do “deixa a vida me levar”, estive pensando seriamente nos últimos dias a respeito de como foi meu ano, em meus acertos e
principalmente em meus erros. Em tempos de instagram, parafraseando o ditado mineiro cada vez mais sábio, “As pessoas só veem as pingas que você toma e não os
tombos que leva”. Mas você sabe os tombos que levou em 2019. Sabe, ahhh se sabe.

Muitas coisas boas aconteceram, graças a Deus mais
que ruins, mas estas provações é que realmente nos
ensinam lições. Quero compartilhar com vocês algo muito simbólico que me aconteceu. Eu estava com
alguns clientes em uma visita às fábricas da empresa que trabalho e em um dos trajetos eu caí feio. Muito feio!!! Pensa em um pacote de 120Kg caindo e se
esparramando pelo chão… Por favor, não ria, tem uma lição neste cômico tombo.
Caí no asfalto e com mais apoio no joelho esquerdo.
Uma dor absurda que me fez lembrar dos tempos de
moleque em que algo assim me renderia uma bela
choradeira e um colo de mãe na sequência. Muita, muita dor e vergonha… Vergonha do tombo tão besta, de ter meus clientes vendo, de nem ter forças pra me levantar direito e principalmente, senhores e senhoras, medo!!!
Caramba, estou em outro país, no segundo dia de
viagem, com um grupo de 30 clientes e me acontece isso… e agora o que faço? Enquanto me ajudavam a
caminhar por mais uns metros até chegar ao lugar onde eu poderia me recompor, a adrenalina fazia meu cérebro não parar de pensar em coisas ruins. Foi aí que uma força divina me veio e resolvi na fé fazer o improvável: “Aguenta firme, engole o choro e anda Rodrigão”.
Eu simplesmente optei por continuar minha viagem aguentando a dor e caminhando. Tomei remédios, meus parceiros da FLUIDRA me ajudaram, passei muita Arnica e muita muita caminhada… Nadica de repouso, nada…
Sabe o que aconteceu? Deu certo, a viagem foi um
sucesso, lá pelo quinto dia o joelho já começava a
desinchar e pasme-se, doía menos enquanto eu estava de pé. Até hoje, mais de um mês depois da queda o joelho me lembra vez ou outra do fato.

Meu amigo, minha amiga, não sei como você passou
2019 e o resultado que teve, financeiro, pessoal, familiar, espiritual, mas se vale uma dica para prevenir e remediar novas quedas: “Keep Walking”, continue andando, não pare.
Se você for esperar pelo 2020 que estão te vendendo
na televisão, na internet, você terá que parar, se
amedrontará, se consumirá pelo medo. Se você está
correndo e seu 2019 foi fantástico e se preparar para
uma crise parando, se escondendo se acabrunhando ela certamente virá para você. MINHA DICA: Arnica e Gelol na mochila, amarre seu tênis, olhe sempre por onde anda e NÃO PARE MEU AMIGOOOOO.
Se você está caído no chão com seus joelhos cansados e
doloridos e escolher ficar aí, a crise ficará com você, bem aí no chão. MINHA DICA: Levante-se, recomponha-se, reavalie seu trajeto, deixe em sua mochila o que
realmente vale a pena, passe
Arnica nos hematomas, beba água e NÃO PAREEEEEEEE.

Não gosto muito de Raul Seixas, mas deixo aqui uma
música pra que você reflita:

Tente outra Vez
Raul Seixas

Veja, não diga que a canção está perdida
Tenha fé em Deus, tenha fé na vida
Tente outra vez

Beba, pois a água viva ainda está na fonte
Você tem dois pés para cruzar a ponte
Nada acabou

Tente, levante a sua mão sedenta e recomece a andar
Não pense que a cabeça aguenta se você parar
Não, não, não, não, não, não

Há uma voz que canta, há uma voz que dança
Uma voz que gira, bailando no ar

Queira, basta ser sincero e desejar profundo
Você será capaz de sacudir o mundo
Tente outra vez

Tente,
Não diga que a vitória está perdida
Se é de batalhas que vive a vida
Tente outra vez

Queria antes de terminar dedicar este artigo a Teixeira, meu amigo, que tanto me ajudou na caminhada, viu
minhas pingas e tombos e esteve lá pra me estender as mãos. Ele se foi, cedo demais, mas está em meu coração. Obrigado por tudo meu velho.

Mais um ano desponta e com ele renovam-se as
esperanças, em um novo despertar um novo amanhecer.
Desejo a você um 2020 maravilhoso repleto de
ensinamentos e vitórias.

Fiquem com Deus, Senhor de todas as realidades, fonte
inesgotável de coragem, misericórdia, amor e toda Arnica do universo. Namastê, Aloha, Shalom, Vida longa e
Próspera, Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Quem não tem dinheiro não compra piscinas! – por Gerson Trindade Júnior