Home Arte & História da Piscina Arte & Piscina Terapias Wellness – (70 à 71) parte XIII
Arte & Piscina - 2 semanas ago

Terapias Wellness – (70 à 71) parte XIII

SPA URBANO –  TALASSOTERAPIA

 

SPA URBANO


Tradicionalmente spas eram considerados estâncias,
balneários ou hotéis fora dos grandes centros urbanos onde as pessoas se hospedavam por um determinado
período em busca de descanso, reflexão ou cuidados com a saúde. Com tempo este conceito foi adaptado ao
frenético mundo que vivemos. Nasceram assim os spa´s urbanos. Justamente localizados em grandes cidades e montados para atender um público que deseja usufruir do mesmo serviço e tranquilidade de um verdadeiro spa, mas apenas por algumas horas e sem hospedagem. Este conceito é ideal para quem busca um tratamento estético ou relaxante sem dispor de muito tempo, podendo
aproveitar um espaço elegante e com uma estrutura
específica bem de perto. Os tratamentos oferecidos
em spas urbanos são diversos, abrangendo muitas
necessidades como tratamentos corporais, tratamentos contra celulites, gordura localizada, estrias e flacidez, drenagens linfáticas pré e pós operatórios, pedras
quentes, bambu terapia, herbal hall, shiatsu, tuina e lomi lomi. Nos tratamentos faciais podemos mencionar a
limpeza de pele, clareamento, rejuvenescimento, acne, lazer e luz pulsada. Massagens terapêuticas como reiki, reflexologia podal e shantala também podem ser
encontrados em spas urbanas.

 

TALASSOTERAPIA

Infelizmente, sabemos ainda pouco sobre as propriedades curativas do mar. Não passa, em muitos casos, de
higienização corporal ao alívio de estresse. Porém, cada vez mais vem se descobrindo as propriedades e virtudes do mar, principalmente, através da Talassoterapia. O nome deriva das palavras Thalasso, mar e terapia, cura, em Grego. Mesmo sem ser conhecida por este nome, já era praticada há pelo menos 4.000 anos antes da era cristã pelos Chineses, que retiravam das algas marítimas substâncias com poderes curativos. Romanos e Gregos também perceberam esse potencial na cura de diversas enfermidades. Mas foi na Europa, nos séculos XVII e XVIII que surgiram os primeiros textos sobre este tema.
Somente no século XIX criou-se a expressão
Talassoterapia. O biólogo René Quinton comprovou sua utilidade cientificamente, consequentemente seu
conhecimento e aplicação espalharam-se por todo o
planeta. O método aqui no Brasil, ainda é pouco
conhecido e explorado, mesmo com milhares de
quilômetros de áreas costeiras, com acesso à matéria prima abundante. Com tantas propriedades curativas,
a Talassoterapia tornou-se eficaz na intensificação do metabolismo humano, assumindo o poder de atuar como anti-inflamatório, bactericida, laxativo e desintoxicante no organismo. O paciente mergulha em uma banheira preparada, simulando um contexto marinho.
A Talassoterapia é muito usada no tratamento de
pessoas portadoras de artrite, osteoporose, reumatismo, gota, nevralgia, entre outras enfermidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

Hiroshi Nagai

Incentivado pelo pai que também pintava, Hiroshi foi criado em Tokushima, no Japão. Enquan…