Home Técnicas de Vendas & Pesquisa de Mercado Pesquisas de Mercado Todo ano nessa época…. por Rodrigo Sorrilha
Pesquisas de Mercado - 2 semanas ago

Todo ano nessa época…. por Rodrigo Sorrilha

Sou uma pessoa naturalmente otimista e noto que por vezes esse meu otimismo é criticado por alguns ditos realistas:
“Rodrigão, você é muito otimista, as coisas não são bem assim…”.
Já falamos em outro artigo do quanto nossa vontade aliada a atitude pode transformar uma situação e virar o jogo, mas desta vez, eu resolvi me basear em fatos e dados para justificar meu otimismo e minha esperança com relação a 2019.
É natural que nesta época, todo ano, exista uma renovação das esperanças de maneira geral, seja pelo aumento de vendas com a temporada ou pelo clima de final de ano que anima as pessoas.

Pois bem, não sei se você leitor sabia, mas a confiança do consumidor é algo tão importante que é medido pela FGV / IBRE – Instituto Brasileiro de Economia – através de sondagens junto aos consumidores gerando um índice chamado de ICC – Índice de Confiança do Consumidor.
“As sondagens de tendência são levantamentos estatísticos que geram informações usadas no monitoramento da situação corrente e na antecipação de eventos futuros da economia. Por produzirem sinalizações de tendência econômica com muita rapidez, geralmente no próprio mês da coleta de dados, são amplamente utilizadas mundialmente como indicadores antecedentes de atividade econômica, ferramentas
indispensáveis a empresários, governos e entidades de classe na análise de conjuntura e tomada de decisões.”

Segundo a última sondagem de novembro de 2018 o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) 7,1 pontos em novembro atingindo 93,2 pontos, o maior nível desde julho de 2014 (93,8). Após avançar pelo segundo mês consecutivo, o índice acumula uma alta 11,1 pontos no bimestre outubro/novembro, a maior da série histórica iniciada em setembro de 2005.

“Depois de um período de desconfiança, os consumidores
voltam a ficar otimistas em relação às perspectivas econômicas do país, às finanças familiares e ao emprego. Mas além de se mostrar “esperançoso” sobre o futuro, os consumidores já se mostram menos insatisfeitos com o presente. O resultado
parece ter sido influenciado pela redução das incertezas
políticas e o efeito “Lua de Mel” com o novo governo”, afirma
Viviane Seda Bittencourt, Coordenadora da Sondagem do
Consumidor.

Segundo a pesquisa, houve aumento da confiança em todas as classes de renda. Em médias trimestrais, entretanto, nota-se um maior avanço entre os consumidores de maior poder aquisitivo, cuja confiança já vem subindo desde setembro, com alta de 4,3 pontos, em novembro, contra 3,1 pontos do indicador de média móvel do ICC. No bimestre outubro-novembro, a maior alta foi da faixa de renda mais baixa, de 14,1 pontos, mas nessa faixa a confiança havia recuado 3,9 pontos em setembro.
Ou seja, após um 2018 de desvalorização cambial, altas de
preços, greves dos caminhoneiros, chuva demais, incertezas políticas etc., estamos terminando o ano com os brasileiros consumidores, como eu e você, acreditando mais no Brasil e pensando positivamente a respeito de 2019. Depois de toda a divisão gerada pelas eleições e todo o carnaval de “Fake News” à que fomos submetidos, na prática o país volta a confiar no futuro e acredito que devemos deixar para trás todo o tipo de
rivalidade política e concentrar nossas forças em nosso Brasil.

Vale a pena acreditar nesta onda de otimismo e aproveitar para colocar sua pranchinha pra funcionar. Surfar esta onda irá ajudar não apenas seu negócio como também retroalimentará o mercado como um todo e nos fortalecerá.

Consulte estes dados e outros tantos interessantes no portal da FGV/IBRE https://portalibre.fgv.br/

Fiquem com Deus e Sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Check Also

A Pesquisa Voltou

Um estudo encomendado pelo Google, a mais conhecida ferramenta de busca do mundo, indicou …